Egressa do curso de Engenharia Civil do UNINTA é aprovada no mestrado da POSDEHA

A egressa do curso de Engenharia Civil do Centro Universitário Inta (UNINTA), Renata Rochelly de Mesquita Cavalcante foi aprovada no mestrado em Recursos Hídricos no Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil: Recursos Hídricos, Saneamento Ambiental e Geotecnia – POSDEHA.

O programa da POSDEHA é considerado como nível internacional pela avaliação da CAPES, tendo Conceito 7 (nota máxima). E, na produção do conhecimento, o Programa desenvolve pesquisas em temas atuais como clima e recursos hídricos, incluindo os aspectos relacionados às mudanças e variabilidades climáticas, desenvolvimento de modelos institucionais de recursos hídricos, questões ecotoxicológicas, tratamento avançado de esgotos, técnicas de reúso de água, aproveitamento de biogás, tratamento e reciclagem de resíduos sólidos, entre outros.

A egressa, Renata Rochelly de Mesquita Cavalcante, fala sobre o sentimento de alegria após o resultado e também agradece a instituição pelo apoio, “estou imensamente feliz e grata com a aprovação. Era um desejo antigo estar num dos melhores programas de Engenharia Hidráulica do Brasil. E não apenas entrar na seleção, como ficar em terceiro lugar em algo tão concorrido, é uma realização. E no UNINTA tive o incentivo dos professores na pesquisa, práticas de docência. Isso foi muito importante para que eu tentasse a seleção. Tive bastante apoio da coordenação e dos professores em todas as atividades que me engajei”, ressalta.

O coordenador do curso, Prof. Me. Roberto Pimentel Holanda destaca o triunfo da egressa “é uma grande vitória para o UNINTA, o mestrado no POSDEHA é um dos mais conceituados do Brasil, na área de recursos hídricos, e engenharia civil. Recebemos com muita alegria essa notícia, o resultado positivo da Renata é um reflexo do que a gente propõe no curso. Ela é merecedora dessa conquista, está junta às atividades de monitoria, iniciação científica e principalmente nos grupos de estudos que foram formados no decorrer desses cinco anos”, complementa.

Publicações recentes